DentalArtist – Paula Vilela, Assistente Dentária

Podes fazer um resumo do teu percurso ?

img_3432

Em 1992 entrei no curso de Assistente Dentária no centro de formação Profissional da F.M.D.U.L. Nesta altura o curso era de 18 meses. Um ano de curso  e mais 6 meses de estágio.

Estagiei no Hospital da Marinha e em alguns consultórios de medicina dentária.

Logo que terminei o curso, fui convidada a trabalhar numa clinica em que fiz estágio, e comecei logo a trabalhar. Durante 5 anos trabalhei em 2 consultórios de Medicina dentária.

Em 2002, convidaram-me para trabalhar na Faculdade, numa con

sulta externa, só a meio tempo. Mais tarde passei a trabalhar com os alunos do curso de Higiene Oral, e fui ficando até hoje.

Porquê Assistente dentária?

Foi uma opção tomada por falta de médias para entrar em Enfermagem. Como conhecia a Faculdade, pois era utente da mesma, soube do curso de A.D e pensei: “Ok! Assistente Dentária é ser enfermeira mas de Medicina Dentária”.

E candidatei-me.

Estás a trabalhar na FMDUL na clínica de Higiene Oral. Que diferenças notas entre os cursos mais antigos e os actuais?

A maior diferença é o número de alunos, actualmente são muitos mais. E hoje em dia a maturidade dos alunos é diferente pois vêm muito “tenrrinhos” e não sabem para o que vão e muitas das vezes acabam por trocar de curso.

Qual foi o episódio mais marcante na tua carreira?

Os episódios mais marcantes acontecem praticamente todos os dias no meu local de trabalho, especialmente nos dias da clínica para utentes com necessidades especiais.

É uma consulta que me marca sempre, porque é um privilégio fazer parte dela e ajudar um grupo de utentes que infelizmente não conseguem ser tratados em mais lado nenhum.

Que achas da evolução da Saúde Oral?

Acho que vai num bom caminho, com bons profissionais a lutarem pela evolução todos os dias.

O que achas que faz falta à Medicina Dentária em Portugal?

Mais oportunidades de trabalho para todos aqueles que terminam o seu curso.

Do que mais gostas na vida?

De viver…. viajar, dançar , sol, sorrisos sinceros.

E o que menos gostas?

De dias que viram cinzentos ….

Não vives sem o que no teu trabalho?

Sem um sorriso , tem de haver alegria no trabalho.

Projectos para o futuro?

Infelizmente na nossa profissão, ou são poucos ou nenhuns.

Mas quero continuar a acordar todos os dias com vontade de ir trabalhar.

Deixa um conselho para os novos profissionais da área.

Se gostam realmente do que fazem que sejam pacientes porque isto não está fácil .

Mas desistir é o caminho mais fácil e os sonhos só se tornam verdadeiros quando lutamos por eles .

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s