Manutenção escova de dentes

Já aqui falei várias vezes sobre a escova de dentes, inclusive da sua história e todas as vezes sublinhei a sua importância. Porém ainda falta falar dos cuidados que devem ser tomados para que ela não acabe  como um agente transmissor de doenças.

Humidade, pouca circulação de ar e restos de comida formam o ambiente mais propício para a proliferação de fungos e bactérias e as escovas de dentes são alvos frequentes de microorganismos.
Estão, em muitos casos, expostas às gotículas lançadas da sanita para o ar após as descargas sem fechar a tampa.

A escova de dentes requer cuidados especiais, como lavar as mãos antes de escovar os dentes.

O melhor local para guardar a escova de dentes é dentro do armário, longe das bactérias e insectos que podem circular por uma casa de banho e nunca junta com escovas de dentes de outras pessoas. Após o uso, deve-se lavar bem a escova e eliminar o excesso de água com uma pequena batida no canto do lavatório, enxugá-la na toalha jamais. Pode-se também borrifar Clorexidine, um antibactericida, indicado para a esterilização da escova. Retire o excesso batendo no cantinho do lavatório.
Guarde a escova em um estonjo limpo e seco.
Deve-se trocar de escova a cada dois ou três meses, ou quando as cerdas estiverem deformadas ou gastas. É muito importante trocar de escova depois de curadas algumas doenças, como uma gripe para diminuir o risco de nova infecção.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s